Adeus, Montserrat. Olá, Amélia!

É difícil que um dia só tenha boas ou más notícias. Hoje é um desses que começam com uma muito má e outra muito, muito boa.

Como já sabedes, morreu a Montserrat, mais conhecida como Montserrat Caballé, uma das grandes cantoras de segunda metade do século XX. Uma soprano capaz de interpretar roles dramáticos com uma delicadeza extrema, e cujos famosos pianissimi sobre notas agudas já entraram na história da lírica anos atrás.

Para a sua lembrança proponho esta “Morrò ma prima in grazia”, que canta a Amelia de Un ballo in maschera de Giuseppe Verdi, uma jóia que fai que, apesar da morte da Montserrat, a lenda da Caballé vaia ficar connosco.

A maravilhosa notícia é que nasceu outra Amélia, a filha de uns bons amigos. Quando for um bocadinho mais velha, hei-lhe mostrar algumas gravações para ela ver que, o dia que nasceu, morreu uma senhora chamada Montserrat que nos deixou cousas incríveis para podermos viver com outra intensidade.

0