É toda a ópera bel canto?

Estamos costumad@s a escutar a expressão ‘bel canto’ [canto belo] como sinônimo de ópera, mas o certo é que só se deve utilizar para referir-nos a uma etapa da ópera italiana que se origina no século XVII e que culmina na primeira metade do XIX, com as obras de Gioacchino Rossini, Vincenzo Bellini e Gaetano Donizetti.

O estilo belcantista carateriza-se polo predomínio de formosas melodias cheias de adornos, em detrimento de uma orquestra que se mantém num segundo plano, e que concluem com virtuosísticas cadenzas. Habitualmente escolhem-se peças espetaculares para mostrá-lo, mas preferim fazê-lo com esta delicadíssima ária “Ah, non credea mirarti” que canta a Amina, a protagonista de La Sonnambula (1831) de Bellini, interpretada nesta gravação pola Maria Callas. A seguir da reprodução e do texto daremos uma pequena explicação.

Ah! non credea mirarti
Sì presto estinto, o fiore;
Passasti al par d’amore,

Che un giorno solo
Che un giorno sol durò.Passasti al par d’amore…Che un giorno
Che un giorno sol durò.Potria novel vigore
Il pianto mio recarti…
Ma ravvivar l’amore
Il pianto mio non può.Ah! non credea mirarti
Sì presto estinto, o fiore;
Passasti al par d’amore,
Che un giorno solo
Che un giorno sol durò.E s’egli
A me tornasse!… Oh! torna, Elvino.

A breve introdução orquestral é mui caraterística do estilo belcantista, pois começa com acordes despregados -isto é, apresentados melodicamente nota a nota, e não simultaneamente- que se manterão durante toda a peça excetuando escassos momentos nos que contestará a melodia da soprano. Ao pouco de iniciar-se a intervenção da Amina, já podemos escutar sobre “mirarti” a primeira das pequenas coloraras que hai nesta peça. Normalmente, os compositores selecionam as palavras mais relevantes desde o ponto de vista dramático e musical para salientá-las com estas fórmulas. A melodia embeleza-se com outros procedimentos como pequenas fermatas [paradas] como a que escutamos sobre “pianto” e concluirá numa formosa cadenza a partir do minuto 3:46.

Em resumo, bel canto não é sinônimo de ópera mas vale a pena.